• Genética
  • 60% dos descartes de vacas ocorrem por falhas no pré-parto, afirma especialista

    29/03/2017
    Especialista da Quimtia Brasil aponta os cuidados que se deve ter durante o período.

    Intensificar os cuidados às vacas durante o período de pré-parto – correspondentes a 21 dias que antecedem o parto de uma vaca leiteira –, pode ser fundamental para evitar o descarte de bovinos. É o que afirma o zootecnista e analista técnico da Quimtia Brasil, Higor Souza. Segundo ele, cerca de 60% dos animais descartados são decorrentes da falta de atenção no manejo adequado durante esse período.

    Para Higor, o pré-parto é uma das fases mais importante na vida produtiva de uma vaca, pois é nesse momento que se previne vários distúrbios metabólicos que podem comprometer a lactação.

    “Doenças metabólicas como cetose, deslocamento de abomaso, hipocalcemia, metrite, retenção de placenta são consequências de um mau manejo nesse período e como consequência uma lactação de baixa produção”, ressalta.

    O zootecnista afirma, ainda, que é nesse momento que elas [vacas> precisam ser tratadas com sombra em abundância, para reduzir o estresse calórico, água sempre disponível e de boa qualidade, além de uma estratégia nutricional mais eficiente.

    De acordo com ele, deve-se adotar uma alimentação adequada para atender a demanda de manutenção da vaca, crescimento final do feto, preparação da glândula mamaria para máxima produção e ainda evitar os distúrbios metabólicos. “Em alguns casos, as vacas chegam no período de pré-parto com peso acima do escore corporal desejado, por isso preparar uma dieta balanceada com ingredientes de boa qualidade e que atendam as exigências da vaca, nesse período, se torna fundamental”, finaliza Higor.

    Fonte: Quimtia / Comunicare



  • Grupo Matsuda encerra celebração dos 70 anos na Unidade de Goiânia (GO) com anúncio de mais uma parceria nelorista

  • O ponto alto da festa foi o anúncio de mais uma parceria com os produtores neloristas. Dessa vez, a aliança da marca se deu com a entidade goiana do Nelore, a ACNG – Associação dos Criadores de Nelore

    + leia mais
  • A vez delas também na pecuária

  • Estamos falando das fêmeas bovinas como fiel da balança na hora de melhorar a rentabilidade do negócio. Na cobertura a campo, predominante na pecuária nacional, produzem em média 28 filhotes por ano,

    + leia mais
  • Uma nova revolução

  • Eficiência alimentar passa a ser grande preocupação dos principais selecionadores de bovinos do País. A característica promete conferir maior competitividade à produção de carne vermelha.

    + leia mais
  • Genética no tempo, sem artificialismos

  • Respeitando a fixação de características no rebanho ao longo do tempo sem quaisquer maquiagens nas informações observadas e coletadas no campo.

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites