• Notícias
  • A pecuária do conhecimento

    03/07/2017
    O mundo tem muito mais incertezas do que certezas e somos educados para o certo, quando a vida na terra é plena do incerto.

    José Luiz Tejon Megido*


    No agronegócio, existem muitos fatores que não são controláveis: o clima, as doenças, as pragas, os preços das commodities, e mesmo o câmbio, as políticas, e os conflitos do governo.

    Para enfrentar tudo o que não se controla no agronegócio é preciso a gestão, o “tomar conta” do controlável. São muitas ações da boa gestão e chegando velozmente a Agricultura inteligente, com digitalização.

    E ideias na pecuária, como o Boi 777. Para saudar o famoso Roger Moore o primeiro James Bond da história o agente 007. Uma dessas ações da inteligência na agropecuária foi batizada como método boi 777.

    Esse método reduz em 30% o tempo para criar um animal de 21 arrobas. Pesquisadores e empresas atuaram e atuam na difusão desse conceito, uma delas a Phibro, ao lado da Agência Paulista de Tecnologia do Agronegócio (APTA), da Secretaria de Agricultura de São Paulo.

    Maurício Graziani, diretor geral da Phibro, destacou que nos últimos 5 anos foram realizados mais de 80 cursos para cerca de 1600 participantes em todo o pais.

    Pecuária do conhecimento é o nome desta ação. Os pesquisadores destacam que hoje em dia é preciso olhar para uma fazenda como negócio, incrementar a produtividade, a rentabilidade e o giro dos negócios.

    Para enfrentar todos os fatores incontroláveis e da incerteza, precisamos de gestão e de tecnologia. Inicia-se uma nova era para a agropecuária inteligente.

    Sobre o CCAS

    O Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS) é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo-SP, com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados à sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto.

    O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico.
    Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos concretos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas.

    A agricultura, apesar da sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas, não condizentes com a realidade. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa seja colocado à disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça.

    Mais informações no website: http://agriculturasustentavel.org.br/. Acompanhe também o CCAS no Facebook: http://www.facebook.com/agriculturasustentavel.

    *José Luiz Tejon Megido é Conselheiro Fiscal do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS) e Dirige o Núcleo de Agronegócio da ESPM.

    Fonte: CCAS / Alfapress Comunicações



  • Por uma nova pecuária brasileira

  • O livro Carne e Osso lançado em 2015 pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne traz um relato inédito sobre as origens e a evolução da indústria da carne brasileira, a reboque da

    + leia mais
  • Agro tem papel de destaque na preservação ambiental

  • Cálculos do Grupo de Inteligência Territorial Estratégica (Gite) da Embrapa, a partir das análises de dados geocodificados do Cadastro Ambiental Rural (CAR), mostram significativa participação da agri

    + leia mais
  • iLPF proporciona estabilidade da oferta de forragem na propriedade leiteira

  • A região de Unaí, no Noroeste de Minas Gerais, é uma das principais bacias leiteiras do estado. Além do período da seca, a forte influência de veranicos e as altas temperaturas durante as águas são um

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites