• Genética
  • ABS lança índice econômico exclusivo para sistemas de cruzamento industrial

    24/08/2017
    ABS revoluciona mercado de corte com apresentação de produto especifico para o modelo de produção de carne mais utilizado no Brasil

    Qual a melhor genética para o uso no cruzamento industrial? A ABS foi atrás da resposta que mais impacta o sistema de produção de carne no Brasil e apresentou hoje (15/08) o ABS XBLACK, que promete revolucionar o mercado. O programa exclusivo irá identificar os touros que, comprovadamente, oferecem melhor desempenho no cruzamento industrial.

    “Nós nos preocupamos em atender às necessidades dos nossos clientes e criamos o índice, que analisa, dentro do mundo real, a utilização de genética taurina em vacas Nelore. E assim, buscamos os melhores touros que, quando acasalados com raças zebuínas, produzem animais F1 de qualidade e valorizados pelo mercado”, explica Marcelo Selistre, gerente de Produto Corte Europeu.

    Para a avaliação do desempenho dos touros, o ABS XBlack conta com a parceria de algumas fazendas em diversas regiões brasileiras, que fornecem os dados coletados no dia-a-dia de produção. Os rebanhos colaboradores selecionados pela ABS são fazendas confiáveis que possuem informações de perfomance individual de alta qualidade de sistema de cruzamento industrial.

    “As informações vão desde o nascimento dos animais até o final da cadeia produtiva, ou seja, dados de desmama, recria, terminação em confinamento e abate na planta frigorifica. Isso nos permite fazer o acompanhamento com grande acurácia e clareza”, detalha Fabiana Mokry, geneticista da ABS Global que coordenou a parte de coleta e análise de informações para o ABS XBlack.

    De acordo com a especialista, para que o resultado da pesquisa seja ainda mais preciso, a equipe ainda coleta outros dados, como medidas de ultrassonografia para características indicativas de qualidade de carcaça, como Área de Olho de Lombo, espessura de gordura subcutânea, espessura de gordura na garupa e marmoreio. Uma terceira etapa de coleta de dados foi feita através de uma pesquisa exclusiva de consumo alimentar em parceria com a Fazenda Brasil, onde foi possível constatar não só o desenvolvimento dos animais, como também identificar aqueles que são mais econômicos no cocho.

    Para a produção do Índice Econômico ABS XBlack, foram considerados os preços e custos do mercado brasileiro. Assim, com a utilização de touros com o selo ABS XBlack, o produtor garante, com lucro real estimado, a produção de animais F1 eficientes com excelente acabamento de carcaça e muito peso, ou seja, aqueles capazes de produzir carne de qualidade em um menor espaço de tempo, que é muito valorizada pelo mercado. Por isso, a especialista Corte da ABS no Brasil, Gabriela Peixoto, acredita que o índice revolucionará o mercado, levando eficiência, lucratividade e sustentabilidade para as fazendas.

    “Estamos entregando a melhor genética para a produção de animais de ciclo mais curto e mais eficientes em sistemas de cruzamento. Assim, vamos aumentar o ganho de peso, o volume e qualidade de carcaça a cada geração”, comemora.

    Para facilitar a divulgação e o acesso às informações sobre esses touros comprovadamente superiores, a ABS desenvolveu um catálogo exclusivo para o cruzamento industrial, que já está em circulação. Jerry Thompson, COO (Chief Operating Officer - Executivo Chefe de Operações) de Corte ABS, destaca que, com o ABS XBlack, a ABS está impulsionando o progresso genético, criando produtos diferenciados e competitivos e, ao mesmo tempo, demonstrando o valor que tem cada cliente e a importância de se estudar cada sistema de produção. “O ABS XBlack representa claramente os valores da ABS, promovendo o progresso genético para alimentar mundo”, afirma.

    Vale destacar que o ABS XBlack é o primeiro produto lançado dentro do núcleo NuEra Genetics®, a nova marca global de corte da empresa, apresentada ao mercado em julho, que engloba todos os programas, avaliações e índices exclusivos da ABS, que contribuem para a produção de genética diferenciada e superior para a lucratividade de toda a cadeia da carne. “O ABS XBlack vai nos possibilitar encontrar a genética para maximizar os lucros para os nossos clientes, mantendo o pioneirismo e a inovação que marcam nossa empresa há 75 anos”, definiu o Diretor Global de Produto e Desenvolvimento Corte, Matt Cleveland, que também trabalhou no desenvolvimento das pesquisas.

    Fonte: ABS



  • Carne de qualidade que respeita aos critérios socioambientais ainda pode ser rentável?

  • Como em qualquer outro negócio, para a produção de carne bovina ser rentável existem duas principais alternativas: receber mais pela arroba vendida ou produzir uma arroba mais barata. As duas alternat

    + leia mais
  • Agro tem papel de destaque na preservação ambiental

  • Cálculos do Grupo de Inteligência Territorial Estratégica (Gite) da Embrapa, a partir das análises de dados geocodificados do Cadastro Ambiental Rural (CAR), mostram significativa participação da agri

    + leia mais
  • iLPF proporciona estabilidade da oferta de forragem na propriedade leiteira

  • A região de Unaí, no Noroeste de Minas Gerais, é uma das principais bacias leiteiras do estado. Além do período da seca, a forte influência de veranicos e as altas temperaturas durante as águas são um

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites