• Genética
  • Benefícios da antecipação da idade ao primeiro parto

    04/05/2015
    Criar bezerras diante de tantos desafios e garantir a expressão de todo o seu potencial genético requer uma boa interação entre nutrição, ambiente e saúde do animal, e depende de um bom programa de criação.

    Patrícia Vieira Maia

    Para que o produtor obtenha sucesso nessa fase da criação de bovinos leiteiros é fundamental antecipar a “Idade ao Primeiro Parto”. Este índice é gerado pela média de idade das novilhas do rebanho no momento do primeiro parto. Novilhas parindo com a idade ideal começam sua produção de leite mais cedo, totalizando uma quantidade maior de leite produzido durante sua vida. Além disso, ficarão menos tempo gerando custos na recria.

    O baixo ganho de peso leva ao atraso na maturidade sexual e na idade ao primeiro parto. Isso incrementa o custo da novilha ao parto, pois o animal passa mais tempo em uma fase em que não está produzindo.

    O custo de produção da recria aumenta em novilhas que apresentam idade ao primeiro parto tardia, pois haverá excesso de novilhas no rebanho; o custo adicional em alimentação será computado; e um menor número de vacas de primeira cria estará presente no rebanho por ano.

    As vantagens de aumentar a taxa de crescimento, permitindo que a idade ao primeiro parto seja menor, incluem:

    • - Retorno rápido do capital investido;
    • - Redução dos custos;
    • - Redução do número de novilhas necessárias para manter o tamanho do rebanho;
    • - Aumento da vida produtiva;
    • - Ganho genético do rebanho mais rápido;
    • - Redução da quantidade total de alimentos necessários do nascimento ao primeiro parto.

    A idade ao primeiro parto é altamente dependente dos índices da recria, já que a primeira inseminação é definida pelo peso do animal. Assim, atrasos na primeira inseminação, causados por ganho de peso insuficiente, gerarão atrasos na idade ao primeiro parto e maior prejuízo para a propriedade. Por isso, a criação eficiente da recria é fundamental para o sucesso do sistema de produção de leite!

    Fonte: Rehagro / RuralCentro

     


  • Suplementação mineral é essencial para rebanho, mas exige medida específica

  • Não existe receita de sucesso e é preciso fazer análise real de cada caso

    + leia mais
  • A vez delas também na pecuária

  • Estamos falando das fêmeas bovinas como fiel da balança na hora de melhorar a rentabilidade do negócio. Na cobertura a campo, predominante na pecuária nacional, produzem em média 28 filhotes por ano,

    + leia mais
  • Uma nova revolução

  • Eficiência alimentar passa a ser grande preocupação dos principais selecionadores de bovinos do País. A característica promete conferir maior competitividade à produção de carne vermelha.

    + leia mais
  • Genética no tempo, sem artificialismos

  • Respeitando a fixação de características no rebanho ao longo do tempo sem quaisquer maquiagens nas informações observadas e coletadas no campo.

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites