• Notícias
  • Em nova fábrica no Ceará, Grupo Matsuda vai produzir rações para pets, peixes e camarões

    19/12/2016
    No último dia 29 de novembro o Grupo Matsuda inaugurou nova fábrica em São Gonçalo do Amarante, estado do Ceará, destinada à produção de alimentos para cães, gatos, camarão e rações para peixes.

    Com 60.000 metros quadrados de área total, 6.613 metros quadrados de área construída e capacidade para processar 20 toneladas/hora em farelos e seis toneladas/hora na extrusão, a nova unidade vai gerar inicialmente 70 empregos diretos e pelo menos outros 200 indiretos.

    Segundo Leonardo Cerise Junior, diretor responsável pelo segmento pet e rações para peixes do Grupo Matsuda, foram investidos cerca de 20 milhões de reais na fábrica, que teve seu projeto ampliado a partir de uma estrutura que fabricava apenas ração para peixes, para a fabricação de alimentos para cães e gatos, com a instalação de equipamentos de alta tecnologia e produtividade. Para Jorge Matsuda, presidente do Grupo, a missão da empresa é: “fornecer soluções ao agronegócio, com pacotes tecnológicos aos criadores e companheiros pet e, por isso os investimentos devem ser constantes”.

    Ainda segundo Jorge Matsuda, a instalação de uma unidade fabril no Ceará, por sua localização estratégica, visa, sobretudo, atender uma parcela considerável da Região Nordeste, marcando mais uma etapa de crescimento da empresa, conforme o seu planejamento e cronograma, previamente elaborados. O presidente do Grupo Matsuda acredita que, “com investimentos permanentes em pesquisas e difusão de tecnologia, estamos contribuindo para que os produtores, pecuaristas e piscicultores, e também os proprietários de animais domésticos, tenham acesso ao que há de melhor e mais moderno para a melhoria continua de seus animais, tanto em produtividade como em rentabilidade”.

    Além disso, ainda segundo Jorge Matsuda, “nosso País tem um enorme compromisso em contribuir para alimentar o mundo. E não há como abastecer o mundo sem pensar na proteína produzida no Brasil. Isso exigirá dos produtores brasileiros profissionalismo e somente com uso de tecnologias práticas e economicamente viáveis, esse crescimento sustentável da produção brasileira será possível. O Brasil é imenso e, dentro dessa grandeza, está nosso compromisso”.

    Com a unidade fabril do Ceará, o Grupo Matsuda, que em 2016 está completando 68 anos de tradição no segmento da pecuária, aumenta para sete unidades fabris em regiões estratégicas do País, que, além de São Gonçalo do Amarante (CE), está presente em Cuiabá (MT), São Sebastião do Paraíso (MG), Vitória da Conquista (BA), Álvares Machado (SP), Goianira (GO) e Imperatriz (MA), além da fábrica de produtos veterinários em Jacareí (Vet&Cia) e de centros de distribuição e representantes em todo o País. A empresa é líder do setor de sementes para pastagens no Brasil, e está presente em mais de 23 países, entre América do Sul, Central, Europa e Ásia.

    Possui centros de distribuição em Ji-Paraná – RO, Curitiba – PR, Campo Grande – MS, Água Boa – MT e em Goiânia – GO.

    Sobre Matsuda Pet e peixes

    Há dezesseis anos o grupo Matsuda atua também neste mercado de Pet e peixes. A primeira fábrica foi inaugurada em 2002 na cidade de São Sebastião do Paraíso – MG e a segunda localizada em Cuiabá – MT em 2012. Com a nova fábrica do Ceará, a capacidade de produção da linha Pet e peixes passará a ser de 7,2 mil toneladas/mês.

    O Grupo produz rações para cães e gatos, alimentos úmidos e tirinhas, nas linhas Thor, Vittamax, Nhac e M-LINE. Para peixes, são produzidas rações da linha VittaFish e Aquapesca para peixes onívoros e carnívoros tropicais, que atendem cada fase de vida do animal: pós larvas, alevinos, juvenis e engorda. Em breve, nessa unidade de São Gonçalo do Amarante, o Grupo Matsuda lançará a linha de alimentos para camarão.

    Fonte: Taxi Blue Comunicação Estratégica

  • Projeto Campos do Araguaia busca adequação ambiental em propriedades do MT

  • O projeto irá apoiar a intensificação e restaurar de 130 mil hectares de pastagens no Médio Araguaia/MT. Serão realizadas adequação ambiental e intensificação sustentável em 50 propriedades rurais em

    + leia mais
  • Rally da Pecuária 2017 vai a campo em cenário de maior oferta

  • Produtores mais tecnificados tendem a manter ou até aumentar a rentabilidade apesar da queda nos preços

    + leia mais
  • iLPF proporciona estabilidade da oferta de forragem na propriedade leiteira

  • A região de Unaí, no Noroeste de Minas Gerais, é uma das principais bacias leiteiras do estado. Além do período da seca, a forte influência de veranicos e as altas temperaturas durante as águas são um

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites