• Conjuntura
  • Exportações de carne bovina brasileira ultrapassam US$ 449 milhões em outubro

    23/11/2016
    No período, embarques somaram 107 mil toneladas; China e Hong Kong voltam a ocupar as primeiras posições do ranking e registram crescimento no volume exportado

    A indústria de carne bovina brasileira fechou o mês de outubro com o faturamento em mais de US$ 449 milhões nas exportações e mais de 107 mil toneladas embarcadas. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC).

    A China voltou a figurar na primeira colocação entre os países que mais compraram a carne bovina brasileira, com o faturamento de US$ 94 milhões (38% a mais do que o mês anterior), o que gerou um volume de 21,3 mil toneladas exportadas (aumento de 35% em comparação com o mês anterior). No mesmo período, Hong Kong apresentou um crescimento de 5% em faturamento (US$ 91 milhões) e de 1% no volume exportado (25 mil toneladas).

    No acumulado do ano, de janeiro a outubro de 2016, as exportações de carne bovina registraram um crescimento de 4% no volume embarcado, com mais de 1,187 milhão de toneladas e faturamento de US$ 4,637 bilhões.

    Categorias

    Em outubro, a carne in natura continuou sendo a categoria de produtos mais exportada, com um faturamento de US$ 358 milhões e com embarque de mais de 83,4 mil toneladas. Entretanto, de janeiro a outubro, a mesma categoria registrou crescimento de 4,5% no volume exportado (914 mil toneladas), com o faturamento de US$ 3,647 bilhões.

     Sobre a ABIECwww.abiec.com.br

    Criada em 1979, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC) reúne 30 empresas do setor no país, responsáveis por 91% da carne negociada para mercados internacionais. Sua criação foi uma resposta à necessidade de uma atuação mais ativa no segmento de exportação de carne bovina no Brasil, por meio da defesa dos interesses do setor, ampliação dos esforços para redução de barreiras comerciais e promoção dos produtos nacionais. Atualmente, o Brasil produz 9,56 milhões de toneladas (Tec.) de carne bovina, 19,6% são negociados para dezenas de países em todo o mundo, seguindo os mais rigorosos padrões de qualidade.

    Fonte: ABIEC / CDN



  • Uma nova revolução

  • Eficiência alimentar passa a ser grande preocupação dos principais selecionadores de bovinos do País. A característica promete conferir maior competitividade à produção de carne vermelha.

    + leia mais
  • Pecuária competitiva é quebra de paradigma

  • Nada de fórmulas milagrosas. Tudo é trabalho, transpiração, interpretação de números e fatos, além de contínuo aprimoramento pessoal como empreendedor.

    + leia mais
  • Sucesso pressupõe trabalho além das porteiras

  • Projeto se constrói com muita gestão e espírito corporativo. Aos poucos ganha a condição de referência e vai rapidamente se expandindo levando toda uma cadeia produtiva.

    + leia mais
  • Temple Grandin: Práticas de bem-estar animal traz vantagens para o gado e para o pecuarista

  • Pesquisadora norte-americana Temple Grandin está no Brasil e fala sobre a preocupação com o bem estar animal e sua importância para obter-se mais produtividade na fazenda. Ela é uma das maiores autori

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites