• Nutrição
  • Fazenda Lagoa Dourada de Poconé investe em integração lavoura-pecuária

    09/02/2017
    De propriedade de pecuaristas tradicionais, a fazenda 3M, também conhecida como Lagoa Dourada, foi adquirida há três anos para a adoção do sistema de Integração Lavoura-Pecuária (ILP).

    A propriedade está localizada no município de Poconé, região do Pantanal Mato-grossense, e foi uma das sete fazendas escolhidas como referência em sistemas integrados na segunda edição do Prêmio Sistema Famato em Campo, realizado no final de 2016.

     Nesta quarta matéria especial da série que estamos divulgando sobre as fazendas que participaram da premiação, vamos conhecer um pouco mais sobre a Lagoa Dourada.

     Na propriedade são semeados 1.500 hectares de soja onde há interação com a brachiaria ruziziensis. “Quando a fazenda foi adquirida, pensamos em produzir brachiaria como insumo para a pecuária, mas hoje ela é usada principalmente para estruturação do solo”, conta o gerente da propriedade, Raul Santos Costa Neto.

     Na safra 2015/2016 de soja, a produtividade alcançada foi de57 sacas por hectare. Para a safra 2016/2017 a expectativa é de que sejam colhidas 60 sacas por hectare. “A safra passada foi atípica em todo o estado. Mesmo com todas as dificuldades e adversidades climáticas que enfrentamos, tivemos uma produtividade satisfatória e eu acredito que o solo fez toda a diferença. A palhada oriunda da brachiaria segurou a umidade e a temperatura ideal não deixando nenhum pé de soja morrer”, diz Costa Neto.

     Neto conta a que integração entre a soja e a brachiaria trouxe diversos benefícios, mas o maior deles foi a melhora na qualidade do solo. “Nós tivemos um salto de matéria orgânica no solo de quase 60% em dois anos. Tínhamos uma média de 1,5% de matéria orgânica no solo e hoje temos 2,8%”.

     A eficiência dessa interação foi o que chamou a atenção dos jurados do prêmio Sistema Famato em Campo. “Mais do que ser conhecido como referência, participar desse prêmio nos orgulha por poder mostrar o que estamos fazendo e incentivar outros produtores a fazer o mesmo, principalmente em Poconé, onde ainda há solo muito degradado”, relata o gerente.

     Na Lagoa Dourada, a pecuária é um sistema pontual, explorado entre os meses de maio a agosto. Em 2015, foram adquiridas novilhas e bezerros desmamados para recria. Em 2016, por problemas no plantio da brachiaria, foi disponibilizada uma área menor para a pecuária. “Nesse processo de recria rápida na pecuária, estamos montando um bom portfólio de clientes, que normalmente são grandes grupos agropecuários que precisam comprar volume com boas condições zootécnicas”, conta.

     Para o futuro, os responsáveis pela propriedade pretendem fazer rotação de culturas com o milho. “Não podemos parar, queremos produzir milho em grão em 20% da área”.

     Sobre o prêmio

    O Prêmio Sistema Famato em Campo é uma iniciativa da Famato juntamente com o Senar-MT e o Imea. Surgiu em 2015 com o objetivo de identificar no Estado práticas diferenciadas da pecuária. Na segunda edição, em 2016, buscou fazendas que desenvolvem sistemas com integração de culturas diversificadas, englobando produção agrícola, pecuária e floresta.

     As sete propriedades de maior destaque receberam o troféu Sistema Famato em Campo. Dessas, as três mais pontuadas foram selecionadas para participarem de uma Missão Técnica na Europa em 2017.

     Fonte: Ascom Famato



  • Por uma nova pecuária brasileira

  • O livro Carne e Osso lançado em 2015 pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne traz um relato inédito sobre as origens e a evolução da indústria da carne brasileira, a reboque da

    + leia mais
  • Agro tem papel de destaque na preservação ambiental

  • Cálculos do Grupo de Inteligência Territorial Estratégica (Gite) da Embrapa, a partir das análises de dados geocodificados do Cadastro Ambiental Rural (CAR), mostram significativa participação da agri

    + leia mais
  • iLPF proporciona estabilidade da oferta de forragem na propriedade leiteira

  • A região de Unaí, no Noroeste de Minas Gerais, é uma das principais bacias leiteiras do estado. Além do período da seca, a forte influência de veranicos e as altas temperaturas durante as águas são um

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites