• Sanidade
  • Genus adquire patente de tecnologia para combate à doença respiratória de bovinos

    05/08/2016
    Acordo, que garante licença mundial para uso desta fórmula genômica, foi assinado com a Universidade de Washignton

    A Genus Plc, empresa pioneira mundial em genética animal, anunciou esta semana a assinatura de um acordo que garante exclusividade no uso de uma tecnologia genômica para combate à Doença Respiratória de Bovino (DRB). A patente com a licença mundial para utilização da fórmula foi adquirida da Universidade de Washington (Washington State University).

    A DRB é uma infecção complexa, causada por bactérias e vírus, que ataca os pulmões de bovinos (especialmente bezerros) e, muitas vezes, é fatal. Em rebanhos de corte dos EUA, a doença é a principal causa de mortalidade e também contribui para perdas de desempenho, qualidade e bem-estar dos animais. Na pecuária leiteira americana, também é tida como uma das principais doenças, causando morte de bezerros desmamados e reduzindo a capacidade de produção de leite. Com isso, são registradas grandes perdas econômicas globais.

    A licença inclui a utilização da genômica para rastreamento de um alvo: o CD18. Pelos estudos, ficou demonstrado que o gene possui células com potencial para melhorar significativamente a saúde dos animais expostos à Doença Respiratória. Na pesquisa, desenvolvida pela Universidade, a genômica foi usada para fazer uma única alteração no CD18, que resultou na codificação de uma proteína que é incapaz de se ligar a toxinas destrutivas produzidas pela bactéria, provocando problemas significativos nos pulmões dos animais afetados. Uma maior resistência a estas hemotoxinas é esperada.

    Os estudos ainda estão na fase inicial. Por isso, provavelmente, vai levar mais alguns anos para a comprovação, na prática, deste conceito. Se a pesquisa for bem-sucedida, os animais que tiverem o gene editado serão resistentes à DRB, reduzindo a mortalidade associada a esta doença devastadora.

    O doutor Jonathan Lightner, responsável pelo setor de pesquisas e desenvolvimento da Genus, comentou o acordo de licenciamento. "Este é mais um passo na estratégia da Genus para aproveitar o poder da tecnologia de genômica, colocando a empresa na vanguarda do desenvolvimento de uma solução para o combate a DBR. A Genus se dedica à exploração responsável das novas inovações que beneficiam o bem-estar de animais, produtores e, inclusive, dos consumidores", comemorou.

    Sobre a Genus: Genus cria avançadas soluções para melhoramento genético animal, aplicando biotecnologia para agregar valor aos produtos dos seus clientes. A Genus atua em 70 países, vendendo tecnologia aplicável a bovinos e suínos. As vendas são feitas sob as marcas "ABS" (bovinos de corte e leite) e "PIC" (porcos) e compreendem sêmen de animais com genética superior.

    Sobre a Doença Respiratória Bovina: Vulgarmente conhecida por "febre dos transportes” e “pneumonia dos confinamentos”, a DRB é uma das principais causas de mortalidade entre bovinos confinados em todo o mundo. Causada por uma combinação de stress e agentes como bactérias e vírus, a doença afeta principalmente animais jovens, sendo os bezerros com idade entre 1 a 4 meses os mais suscetíveis.

    Mannheimia haemolytica é o principal componente bacteriano da DBR e, sob condições de defesa pulmonar comprometidas, a bactéria migra para os pulmões, onde multiplica-se rapidamente causando uma fibrinonecroticpleuropneumonia. Segundo estimativa, os prejuízos para pecuária norte-americana causados pela doença são estimados em cerca de US$ 1 bilhão por ano.

    Fonte: ABS



  • MANEJO EFICIENTE DA PASTAGEM AJUDA NA PRODUÇÃO DE CARNE DE QUALIDADE

  • Para acessar mercado premium e que melhor remunera com a criação a pasto, é preciso planejamento, animais de boa genética e principalmente escolher cultivares com alto valor nutritivo para alimentação

    + leia mais
  • Pantanal tem 14 cidades em emergência, mais incêndios e mortes de animais no MS

  • Região vive período de forte estiagem, o que motivou o decreto de emergência por parte do governo local

    + leia mais
  • Pasto rotacionado: sobrou capim? Saiba por que isso é um ótimo sinal

  • Confira as novas dicas do doutor em zootecnia Gustavo Rezende Siqueira, pesquisador do Polo Regional de Alta Mogiana da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA)

    + leia mais


  • Criação de sites