• Conjuntura
  • Governo espera receber ao menos 4,5 milhões de toneladas de fertilizantes até outubro

    04/05/2022
    O montante é referente a cargas adquiridas de países não envolvidos diretamente com o conflito entre Rússia e Ucrânia

    O governo federal calcula que receberá pelo menos 4,5 milhões de toneladas de fertilizantes até o início da próxima safra, programada para o começo de outubro.

    O quantitativo é referente a cargas já contratadas de países não envolvidos com o conflito armado no Leste Europeu, como Canadá e Irã.

    A previsão do governo brasileiro é de que o montante, somado ao total do produto já em solo brasileiro, será suficiente para garantir a produção agrícola até a próxima safra de verão.

    Na tentativa de aumentar o quantitativo, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, viajará na próxima semana ao Canadá, o maior produtor mundial de potássio.

    Em entrevista à CNN Brasil, a ministra ressaltou que o país norte-americano sinalizou com um aumento da exportação ao Brasil.

    “Esse é o produto que temos mais preocupação e, por isso, já estávamos articulando com outros países produtores de potássio, como o Canadá, que é o maior produtor. Eles estão reativando minas porque outros países, inclusive o Brasil, vai precisar cada vez mais desse fornecimento do Canadá”, disse.

    O Brasil importa mais de 80% dos fertilizantes utilizados na produção agrícola. No caso dos fertilizantes com potássio, a dependência chega a 96%.

    Hoje, em solo brasileiro, o agronegócio tem estoque suficiente para os próximos três meses. Por ano, o Brasil importa cerca de 40 milhões de toneladas de fertilizantes.

    A Rússia é uma das maiores produtoras de fertilizantes do mundo, junto com China, Marrocos e Belarus.

     

    Fonte: CNN Brasil

    Curadoria: Boi a Pasto



  • MANEJO EFICIENTE DA PASTAGEM AJUDA NA PRODUÇÃO DE CARNE DE QUALIDADE

  • Para acessar mercado premium e que melhor remunera com a criação a pasto, é preciso planejamento, animais de boa genética e principalmente escolher cultivares com alto valor nutritivo para alimentação

    + leia mais
  • Pantanal tem 14 cidades em emergência, mais incêndios e mortes de animais no MS

  • Região vive período de forte estiagem, o que motivou o decreto de emergência por parte do governo local

    + leia mais
  • Pasto rotacionado: sobrou capim? Saiba por que isso é um ótimo sinal

  • Confira as novas dicas do doutor em zootecnia Gustavo Rezende Siqueira, pesquisador do Polo Regional de Alta Mogiana da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA)

    + leia mais


  • Criação de sites