• Sanidade
  • Mapa determina novo regulamento do Programa de Controle e Erradicação da Brucelose

    30/11/2016
    Artigo 9° da Instrução Normativa declara que a vacinação é obrigatória para bezerras de 3 a 8 meses, podendo o produtor substituir a vacina contendo a cepa B19 por vacina contendo a cepa RB-51

    A Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Instrução Normativa n° 19/2016, estabeleceu o novo Regulamento Técnico do Programa Nacional de Controle de Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal – PNCEBT. 

    O PNCEBT tem como objetivo baixar a prevalência e a incidência da brucelose e da tuberculose, visando a erradicação. Com relação a Brucelose, a nova Instrução Normativa mantém a obrigatoriedade da vacinação de todas as fêmeas da espécie bovina e bubalina, na faixa etária de 03 a 08 meses, mas com a diferença de que agora o produtor pode optar por qual cepa vacinal utilizar, B19 ou RB-51, sem necessidade de autorização ou qualquer envolvimento do órgão de defesa do Estado, com comprovação feita pelo veterinário cadastrado no PNCEBT.

    A Vacina RB-51® da MSD Saúde Animal, além de bezerras, também pode ser administrada em fêmeas adultas, por se tratar de uma vacina contra a brucelose, não indutora da formação de anticorpos aglutinantes, de modo a não interferir nos resultados de testes realizados para diagnósticos da doença, por apresentarem resultados negativos.

    Emerson Botelho, gerente de produtos da MSD Saúde Animal, explica que essa nova legislação é um grande passo para a pecuária brasileira. “A nossa vacina RB-51® veio somar no combate à brucelose. Esta vacina proporcionará um aumento significativo da produtividade do rebanho, e, sobretudo, a proteção à saúde humana, por ser a brucelose uma zoonose, doença que pode ser transmitida tanto para os animais quanto para os seres humanos, ressalta”.

    Botelho complementa que a pecuária brasileira acelera a modernização tecnológica para aperfeiçoar o controle sanitário e ampliar seu acesso aos mercados. “O uso da vacina RB-51® é um passo importante para o aumento da proteção do rebanho e garantir a eficiência reprodutiva e maior lucro ao produtor. Uma vez que utilizada em vaca adulta, mesmo que esta já tenha sido vacinada com uma vacina contendo a cepa B-19 quando bezerra, vai aumentar os níveis imunológicos de proteção contra a brucelose”.

    “Em rebanhos com investimentos em reprodução, como por exemplo Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF), o pecuarista tem mais uma ferramenta para garantir os resultados deste investimento e aumentar a segurança do rebanho, vacinando as fêmeas com vacinas contendo a cepa RB-51, como no caso da vacina RB-51® e eliminando da propriedade uma das principais doenças causadoras de baixos índices reprodutivos, fonte de grandes prejuízos na pecuária brasileira”, finaliza.

    Sobre a doença

    Desde 2001, o Brasil conta com o PNCEBT, nascido de uma exemplar ação coordenada entre a classe veterinária e o setor público para o combate a estas zoonoses. No caso da brucelose, o programa trabalha para reduzir significativamente a prevalência da doença, apoiado nas ferramentas de diagnóstico e eliminação dos animais soropositivos e de vacinação das fêmeas com vacinas contendo as cepas B-19 e RB-51.

    Causadora de abortos, nascimento de bezerros fracos, retenção de placenta e infertilidade, a brucelose produz grandes perdas econômicas devidas à redução da eficiência reprodutiva. Em saúde pública, destaca-se como uma zoonose - doença transmitida tanto para animais como para seres humanos - que acomete principalmente pessoas que trabalham com bovinos, como vaqueiros e veterinários.

    Sobre a MSD Saúde Animal

    Hoje a MSD é a líder mundial em assistência à saúde, trabalhando para ajudar o mundo a viver bem.  A MSD Animal Health, conhecida como Merck Animal Health nos Estados Unidos e Canadá, e como MSD Saúde Animal no Brasil, é a unidade de negócios global de saúde animal da MSD. Através do seu compromisso com a Ciência para Animais mais Saudáveis™, a MSD Saúde Animal oferece aos veterinários, fazendeiros, proprietários de animais de estimação e governos a mais ampla variedade de produtos farmacêuticos veterinários, vacinas e soluções e serviços de gerenciamento de saúde. A MSD Saúde Animal se dedica a preservar e melhorar a saúde, o bem-estar e o desempenho dos animais, investindo extensivamente em recursos de pesquisa e desenvolvimento amplos e dinâmicos e em uma rede de suprimentos global e moderna. A MSD Saúde Animal está presente em mais de 50 países, enquanto seus produtos estão disponíveis em 150 mercados.

    Fonte: MSD / jtcom.

  • Projeto Campos do Araguaia busca adequação ambiental em propriedades do MT

  • O projeto irá apoiar a intensificação e restaurar de 130 mil hectares de pastagens no Médio Araguaia/MT. Serão realizadas adequação ambiental e intensificação sustentável em 50 propriedades rurais em

    + leia mais
  • Rally da Pecuária 2017 vai a campo em cenário de maior oferta

  • Produtores mais tecnificados tendem a manter ou até aumentar a rentabilidade apesar da queda nos preços

    + leia mais
  • iLPF proporciona estabilidade da oferta de forragem na propriedade leiteira

  • A região de Unaí, no Noroeste de Minas Gerais, é uma das principais bacias leiteiras do estado. Além do período da seca, a forte influência de veranicos e as altas temperaturas durante as águas são um

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites