• Entrevista
  • Mulheres no agro: veterinária assume unidade de ruminantes da MSD Saúde Animal

    15/03/2022
    Executiva ressaltou importância da inclusão e revelou que mais de 50% dos cargos no comitê de liderança da companhia são ocupados por mulheres

    Na terça-feira, dia 08 de março, o Dia Internacional das Mulheres, o Giro do Boi convidou para entrevista a médica veterinária e doutora em patologia Laura Villareal. A profissional assumiu em 2022 a diretoria executiva da unidade de negócios de ruminantes da MSD Saúde Animal.

    Primeiramente, Villareal reconheceu o esforço das mulheres no agro, sobretudo pelo seu dia. “Queria aproveitar para parabenizar um monte de mulheres das quais eu estou rodeada. Mulheres guerreiras, mulheres que sabem que são fortes e veem que o céu é o limite para tudo aquilo que a gente quer”, exaltou.

    Conforme analisou a executiva, as habilidades das mulheres no agro são importantes para o setor. “A visão da mulher é complementar à visão do homem. Eu acho que não é melhor ou pior, é complementar. É absolutamente necessário para tudo que a gente faz no dia a dia, principalmente neste mundo do agro”, comentou.

    GANHANDO ESPAÇOS
    Sob o mesmo ponto de vista, a veterinária falou sobre a relevância da inclusão das mulheres dentro da MSD Saúde Animal. “A MSD sempre trabalhou muito forte em fortalecer esse pilar de inclusão porque a gente acredita muito no poder da inteligência coletiva. A gente acredita muito no poder das diferentes perspectivas para melhor tomar decisões”, justificou.

    Por exemplo, Villareal citou a participação feminina em cargos de liderança na empresa. “Atualmente, dentro do comitê de liderança da MSD Saúde Animal, mais de 50% somos mulheres. […> E estamos trabalhando muito forte para que essa mesma porcentagem, esse mesmo equilíbrio, exista não só nos times de liderança, mas em todas as áreas dentro da empresa”, projetou.

    DESAFIOS NA ÁREA DE RUMINANTES
    Em seguida, a executiva da unidade de ruminantes da MSD falou sobre suas prioridades no cargo. Em primeiro lugar, citou as pessoas, responsáveis pela elaboração e execução das estratégias que levam aos resultados dos clientes. Depois disso, a integração da ciência e tecnologia aos negócios, proporcionado soluções inovadoras e que agreguem valor ao ambiente, à saúde animal e à saúde humana.

    “Se a gente conseguir fazer isso, todo mundo ganha. Afinal de contas, o nosso objetivo é melhorar a vida das pessoas. Então, se a gente conseguir melhorar a vida dos animais, a saúde dos animais, e ter animais mais sadios, que nos garantam uma proteína com melhor qualidade, maior quantidade, vamos estar garantindo também a saúde dos seres humanos”, relacionou.

    Nesse sentido, a executiva lembrou ainda que 20% do total de vendas da MSD Saúde Animal tornam-se investimentos em pesquisas.

    Fonte: Giro do Boi



  • MANEJO EFICIENTE DA PASTAGEM AJUDA NA PRODUÇÃO DE CARNE DE QUALIDADE

  • Para acessar mercado premium e que melhor remunera com a criação a pasto, é preciso planejamento, animais de boa genética e principalmente escolher cultivares com alto valor nutritivo para alimentação

    + leia mais
  • Pantanal tem 14 cidades em emergência, mais incêndios e mortes de animais no MS

  • Região vive período de forte estiagem, o que motivou o decreto de emergência por parte do governo local

    + leia mais
  • Pasto rotacionado: sobrou capim? Saiba por que isso é um ótimo sinal

  • Confira as novas dicas do doutor em zootecnia Gustavo Rezende Siqueira, pesquisador do Polo Regional de Alta Mogiana da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA)

    + leia mais


  • Criação de sites