• Sustentabilidade
  • Premio Pecuaria Saudavel vai reconhecer acoes de educacao e comunicacao da defesa sanitaria animal

    11/03/2021
    As inscrições de projetos e programas podem ser feitas até 30 de abril. A premiação tem apoio do Mapa
     
    Com objetivo de premiar e disseminar boas práticas organizacionais e profissionais voltadas à educação e comunicação da defesa sanitária animal, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) lançou o ‘Premio Pecuaria Saudavel - Educacao e Comunicacao para Defesa Sanitaria. A iniciativa conta com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV).
     
    As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 30 de abril. Poderão ser inscritos programas, projetos ou ações em quatro categorias: instituição pública, instituição privada, instituição do terceiro setor e destaque.
     
    “O concurso faz parte da construção das diretrizes do Plano Nacional de Comunicação e Educação em Saúde Animal, dentro do Plano Estratégico 2017-2026 do PNEFA, buscando descobrir quais ações já estão sendo desenvolvidas e que tenham resultados positivos para, além de concorrer ao prêmio, comporem as diretrizes previstas para serem lançadas pelo Mapa até o final do ano”, explica o chefe da Divisão de Febre Aftosa da Secretaria de Defesa Agropecuária, Diego Viali dos Santos.
     
    Os critérios de avaliação serão relevância, aplicabilidade, inovação, qualidade e resultados. Serão premiados, por categoria, os três melhores programas, projetos ou ações, assim como os atores (um para cada categoria) que se destacaram na concepção, implementação e desenvolvimento dos projetos.
     
    Os vencedores de cada categoria receberão certificado de premiação e um tablet. Os segundo e terceiro colocados serão reconhecidos com certificados de premiação. O regulamento completo, os critérios e o cronograma estão disponíveis no Regulamento Prêmio Saúde Única.
     
    CRONOGRAMA
     
  • Pegada hídrica entre bovinos pode variar até sete mil litros por quilo de carcaça

  • É a primeira vez que é calculada no Brasil a pegada da carne bovina com dados gerados no próprio sistema de produção

    + leia mais
  • Artigo - Ataques de percevejo castanho em pastagem exigem atenção do produtor

  • Fabrícia Zimermann Vilela Torres, engenheira-agrônoma e pesquisadora em entomologia de forrageiras tropicais.

    + leia mais


  • Criação de sites