• Notícias
  • Produtividade de fazenda amenta em 71% com ajuda da irrigação

    30/01/2020
    Propriedade localizada em Balsas, no Maranhão, foi a primeira no Estado a construir poço tubular de alta vazão que proporcionou utilizar os pivôs centrais

    Propriedade localizada em Balsas, no Maranhão, foi a primeira no Estado a construir poço tubular de alta vazão que proporcionou utilizar os pivôs centrais

    A cada safra que passa, os custos nas propriedades só aumentam, despesas com maquinário, combustíveis, contas são recorrentes e crescentes. Por outro lado, em muitas fazendas a produtividade, principalmente nos últimos anos, segue estática, ou seja, com o aumento nas despesas e estagnação nas receitas, a conta não fecha. Foi um desses motivos que levou o agricultor e administrador, Eliezer Zimerman, a promover grandes mudanças em sua propriedade.

    O agricultor que cultiva soja e milho em uma área de 600 hectares recorreu a irrigação. Com os equipamentos, numa área de 240 hectares, nesta última safra, a propriedade teve uma produtividade média de 60 sacas da oleaginosa por hectare, enquanto nas áreas não irrigadas, a produtividade foi de 35 sacas por hectare. Ou seja, um aumento de produtividade em 71%.

    Devido ao posicionamento do pivô, não é possível estender a irrigação para 100% da área, mas segundo Zimerman, há a intenção e projetos para aumentar em mais 30% a área irrigada que para essa propriedade já seria o ideal. “O uso da irrigação em nossa propriedade é estratégica, como complemento para a chuva. O pivô nos dá a segurança de colhermos uma safra muito melhor e mais constante”, destaca o produtor.

    Investimento inédito no Maranhão

    Para tornar o projeto de Eliezer viável, ele teve que fazer um poço tubular de alta vazão em sua propriedade. Entretanto, como até então no Estado não havia nenhum desse modelo, teve que ter paciência e persistência para seu projeto ser aprovado. “Foi muito difícil para conseguir a licença, pois os órgãos responsáveis nem tinham conhecimento de poço de alta vazão. Foram dois anos para conseguir a licença”, diz Zimerman.

    Além da parte burocrática, a decisão de fazer o poço precisou ser muito bem pensada e planejada, já que o projeto precisava de um investimento alto, de cerca de R$1,5 milhão, sem ter certeza que haveria água suficiente. “Graças a Deus nosso projeto deu certo, e temos uma excelente vazão. Agora somos referência na região, sempre recebo visita de produtores rurais que vem conhecer nosso trabalho”, diz o produtor.

    Com a implementação do poço Zimerman conseguiu instalar dois pivôs centrais de irrigação Zimmatic by Lindsay. Os equipamentos são projetados tanto para pequenas quanto para grandes áreas. Seu projeto modular permite a Lindsay configurar sistemas longos e reduzir o custo do sistema. Cada pivô é implantado conforme condições específicas de clima, topografia e de cultura.

    Irrigação à distância

    Além dos pivôs centrais Zimmatic, a fazenda também utiliza o FieldNET, outra solução da Lindsay. A ferramenta de gerenciamento remoto exclusiva, possibilita a irrigação em vários tipos de terreno e solo para aumentar a produtividade e utilizar melhor os recursos naturais. Além disso, o gerenciamento é sem fio e totalmente integrado e permite a visualização e controle de seus sistemas praticamente de qualquer lugar, basta ter acesso de um celular, computador ou tablete.

    Sobre - A Lindsay América do Sul é subsidiária da americana Lindsay Corporation., e tem sua sede no Brasil, em Mogi Mirim-SP. Produz uma linha completa de sistemas de irrigação, representada pelas marcas ZIMMATIC, FIELDNET, GROWSMART e IRZ. Atuando na fabricação de pivôs centrais e distribuição de equipamentos agrícolas há mais de 55 anos e com matriz localizada Omaha, no estado de Nebraska a Lindsay tem sistemas de irrigação em operação em mais de 90 países. www.lindsaybrazil.com.



  • Safra 2019/20 de soja tem crescimento na área 2,6%

  • De acordo com o levantamento da Conab, a safra 2019/20 de soja tem crescimento na área 2,6% maior que na última temporada.

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites