• Sanidade
  • Produtores rurais podem antecipar a vacinação antiaftosa para animais expostos em eventos pecuários

    10/10/2017
    O Tocantins conta com 8,7 milhões de bovinos e bubalinos. Em 2016, foram realizados, em todo o Estado, 810 eventos pecuários, com a participação de 623.213 animais.

    A segunda etapa de vacinação contra febre aftosa ocorrerá entre os dias 1º e 30 de novembro, somente para animais com até 24 meses de idade, declarados na campanha de maio (foto: Joatan Silva/Arquivo/SeagroTO)

    Os produtores rurais que têm animais que participarão de eventos pecuários a partir do dia 11 de outubro, já podem antecipar a vacinação contra a febre aftosa. A medida instituída pela Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), por meio da Portaria nº 454, visa agilizar o processo de vacinação e garantir a sanidade do rebanho, uma vez que é preciso obedecer ao prazo de carência após aplicação da vacina. Os interessados precisam ir até uma unidade da agência da Adapec para assinar o requerimento que autoriza a compra da vacina nas lojas agropecuárias.

    Em 2016, foram realizados, em todo o Estado, 810 eventos pecuários, com a participação de 623.213 animais. “Em todos os eventos cadastrados, realizamos a fiscalização da entrada e saída de animais, bem como a exigência da Guia de Trânsito Animal (GTA) e de exames específicos para cada espécie. Essas ações garantem sanidade pecuária, controle, prevenção e erradicação de doenças”, avaliou o presidente da Adapec, Humberto Camelo.

    O Tocantins conta com 8,7 milhões de bovinos e bubalinos. Nos eventos pecuários cadastrados, constam exposições, feiras, leilões, eventos esportivos, vaquejadas, entre outros. “O cumprimento da carência pós-vacinação para o transporte de animais é obrigatório. São 15 dias para os que receberam apenas uma vacinação, sete dias para os animais com duas vacinações, ficando isentos apenas os que têm mais de três vacinações comprovadas”, explicou a diretora de defesa, sanidade e inspeção animal da Adapec, Regina Barbosa.

    Vale lembrar que o pecuarista requisitante da antecipação deverá vacinar não só os animais que serão transportados para o evento, mas todos os bovídeos da propriedade rural. Além disso, comprovar a vacinação na Agência. Se o produtor desistir de levar os animais ao evento, deverá comunicar a Adapec o motivo, para evitar a suspensão do cadastro e de uma futura antecipação.

    Campanha antiaftosa

    A segunda etapa de vacinação contra febre aftosa ocorrerá entre os dias 1º e 30 de novembro, somente para animais com até 24 meses de idade, declarados na campanha de maio. A comprovação do ato deverá ser realizada nas unidades da Adapec, presentes nos 139 municípios do Estado.

    Fonte: Adapec / Norte Agorpecuário



  • A vez delas também na pecuária

  • Estamos falando das fêmeas bovinas como fiel da balança na hora de melhorar a rentabilidade do negócio. Na cobertura a campo, predominante na pecuária nacional, produzem em média 28 filhotes por ano,

    + leia mais
  • Uma nova revolução

  • Eficiência alimentar passa a ser grande preocupação dos principais selecionadores de bovinos do País. A característica promete conferir maior competitividade à produção de carne vermelha.

    + leia mais
  • Pecuária competitiva é quebra de paradigma

  • Nada de fórmulas milagrosas. Tudo é trabalho, transpiração, interpretação de números e fatos, além de contínuo aprimoramento pessoal como empreendedor.

    + leia mais
  • Temple Grandin: Práticas de bem-estar animal traz vantagens para o gado e para o pecuarista

  • Pesquisadora norte-americana Temple Grandin está no Brasil e fala sobre a preocupação com o bem estar animal e sua importância para obter-se mais produtividade na fazenda. Ela é uma das maiores autori

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites