• Genética
  • Profissionais brasileiros fazem intercâmbio com produtores de leite dos Estados Unidos

    10/10/2019
    No mês de setembro, um grupo formado por profissioanis brasileiros e integrantes da equipe da GENEX, participaram do Profit Tour 2019, programa da CRI Internacional com foco em promover a troca de experiências por meio de visitas a propriedades americanas.

    Profit Tour 2019, promovido anualmente pela GENEX, passou por grandes fazendas americanas

    De acordo com Bruno Scarpa Nilo, gerente de produto leite GENEX que acompanhou o grupo, o Profit Tour é de extrema importância para a central. “A viagem ocorre anualmente e sempre traz grandes ideias para serem aplicadas nas fazendas brasileiras. Esperamos sempre passar para os nossos clientes e parceiros algum conhecimento e pontos que podem ser melhorados para o negócio deles no Brasil. A troca de experiências, as novidades tecnológicas e a oportunidade de conferir in loco são únicas. É a GENEX sempre inovando e apoiando o produtor brasileiro”, aponta.

    O tour teve início na nova fazenda do grupo Riverview Dairy, onde visitamos as obras em andamento para a instalação de um galpão que abrigará 11 mil vacas em ordenha nos sistemas free-stall com cross ventilation. A previsão é de que o trabalho comece em julho de 2020, com dois carrosseis de 72 dois postos cada, para ordenhar os animais duas vezes por dia. Em seguida foi visitada outra propriedade do mesmo grupo, que hoje conta com 8.500 vacas em ordenha, com media de 36kg de leite/vaca/dia. A ordem do direcionamento genético, como explica Scarpa Nilo é o cruzamento entre Jersey e Holandês, com duas gerações de Jersey e uma Holandês. “O que buscam é a estrutura mais moderada do Jersey trazendo as elevadas produções do Holandês, por isso o cruzamento”.

    Posteriormente, encorpando a viagem, os visitantes foram até algumas das melhores fazendas produtoras de leite dos EUA. “Entre elas a Playmonth Dairy, projeto muito dinâmico que hoje ordenha cerca de 5600 vacas, em duas fazendas. Uma com 2.600 animais em produção, sendo elas primíparas, vacas recém paridas (até que fiquem prenhas) e vacas secas. Todo trabalho de pré e pós parto é feito nessa fazenda. Na outra fazenda são ordenhadas 3.000 vacas, que  estão em pico de produção, com 41kg leite/vaca/dia. Todo melhoramento genético é feito 100% pela GENEX desde 2000”

    Outra fazenda visitada foi a Dykstra Dairy, que trabalha todo o melhoramento genético com base nos índices de leite MLV$ e ICC$. A fazenda hoje trabalha com uma unidade de recria que atualmente possui cerca de 2000 fêmeas, desde recém-nascidas até novilhas faltando 90 dias para o parto. Nessa unidade existem bezerras com até 1080 de MLV$. Em outra unidade estão ordenhando cerca de 3500 vacas com média de 41,7kg de leite/vaca/dia, 3,98% de gordura, 3,2% de proteína e 154.000 de CCS. “Vimos muitas vacas em lactação com MLV$ acima de 900. A reprodução tem média ano de 30% de taxa de prenhes e uma média de 2,3 doses por prenhes trabalhando com o PEV de 69 dias. Também tivemos a oportunidade de ver alguns bezerros (futuros touros de central) com mais de 1000 para MLV$ e mais de 1150 para ICC$. Um trabalho fantástico!”, detalha Scarpa Nilo.

    O tour continuou com um dia na Modak Dairy, que conta hoje com 3000 vacas em ordenha, média de 38,5kg de leite/vaca/dia, 4,2 de gordura e 3,1 de proteína. “Um rebanho que impressionou a todos pela força, padronização e saúde das vacas. O trabalho genético da fazenda é feito pela GENEX desde 1968. As novilhas são inseminadas 100% com sêmen sexado por até quatro vezes, depois recebem sêmen convencional de corte (Limousin). As 40% melhores vacas também são inseminadas com sêmen sexado por duas vezes e depois recebem sêmen de corte. O restante das vacas são inseminadas com sêmen de corte. Isso é a estratégia do programa Breeding to Feeding da GENEX. A taxa de prenhes anual é de 28%”.

    Para Rachel Meirelles, produtora de leite e médica-veterinária, fazer o Profit Tour com a GENEX nos Estados Unidos foi uma experiência incrível. “Poder conhecer fazendas de leite que estão bem à frente da nossa realidade em quesitos de reprodução, tecnologias, saúde e bem-estar animal, e entender que cada processo faz a diferença, com certeza me fez ter um olhar diferente para as propriedades produtoras de leite aqui no Brasil. Valeu muito a pena!”

    Genex 2019

    Sobre a GENEX

    É uma das empresas líderes no segmento de inseminação artificial (IA) no Brasil, e atua com foco na venda de qualidade genética nas raças taurinas e zebuínas voltadas para a produção de leite e carne. Como subsidiária da Cooperative Resources International, segue a mesma filosofia da matriz americana: entregar excelência, inovação e valores por meio dos produtos e serviços oferecidos a seus clientes. Estabelecida no Brasil desde junho de 2005, a GENEX (antes CRI Genética Brasil), traz para o país a genética dos melhores touros americanos - com destaque para as raças Holandês, Jersey e Angus - e segue a mesma linha na seleção das raças zebuínas, com foco na produção, na fertilidade e na busca de uma genética diferenciada. Sediada em São Carlos (SP), possui filiais nas cidades de Belo Horizonte (MG), Castro (PR), Goiânia (GO) e Porto Alegre (RS).

    Mais informações: www.genexbrasil.com.br.



  • Santander e Esalq/USP revelam vencedores da segunda edição do Prêmio Novo Agro

  • O Santander e a Esalq/USP revelam os oito vencedores do “Prêmio Novo Agro”.

    + leia mais
  • YAMI - Youth Agribusiness Movement International encerra sua primeira edição e amplifica presença do jovem no agronegócio

  • Com temas voltados para modernização do campo, liderança e sucessão, as novas mentes do agronegócio debateram o futuro em um evento disruptivo.

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites