• Manejo
  • Quem pode obter a certificação de bem-estar animal?

    03/09/2018
    A obtenção da certificação de bem-estar animal ainda gera muitas dúvidas. Uma delas é sobre quais categorias de produção e espécies podem obter o selo.

    É importante saber que o conjunto de regras que regem a certificação de bem-estar animal e proporcionam uma boa vida a eles se difere de acordo com a espécie. A boa notícia é que as normas de bem-estar animal abrangem grande parte da cadeia agropecuária.

    Podem requerer a certificação de bem-estar animal as empresas e produtores que criem ou utilizem ingredientes produzidos a partir das seguintes espécies: bovinos de corte e leiteirossuínos, ovinos, frangos de corte e galinhas poedeirasperus, cabras, vitelos (bovinos jovens) e bisontes (búfalos).

    Se a sua propriedade rural ou empresa produz qualquer ingrediente incluindo alguma das espécies acima, é hora de você verificar como a sua atividade ou estrutura produtiva se encaixa nas categorias que podem receber a certificação de bem-estar animal. Saiba quais são:

    Produtores individuais

    A certificação de bem-estar animal pode ser obtida por produtores isolados, pequenos ou grandes. Pode ser um produtor de gado, avicultor, suinocultor ou criador de qualquer uma das espécies citadas. A certificação de bem-estar animal tem um custo acessível, o que permite que qualquer produtor, pequeno ou grande, possa obtê-la.

    Grupos de produtores

    Alcançar a certificação de bem-estar animal em conjunto com outros criadores também é possível, mesmo em grupos de dezenas de produtores. Neste caso, os produtores precisam adotar práticas semelhantes, além de estarem submetidos a um Sistema de Controle Interno para avaliação da produção pela empresa responsável pelo grupo. Produtores integrados a uma empresa ou associados de uma cooperativa rural são exemplos típicos deste caso.

    Indústrias que utilizam matéria-prima de origem animal

    As indústrias que usam matéria-prima animal na produção de alimentos também podem obter a certificação de bem-estar animal, como os fabricantes de pratos prontos e outros alimentos industrializados. Nestas situações, é assegurado que apenas a matéria-prima de produtores que possuem a certificação seja utilizada.

    Empresas que beneficiam produtos de origem animal

    As empresas que compram produtos de origem animal, os embalam e revendem também podem conquistar a certificação de bem-estar animal. É o caso dos frigoríficos e laticínios. Aqui, o que é exigido também é que a matéria-prima utilizada provenha de produtores certificados.

    Comercializadores de bovinos de corte

    Para um grupo que compra bovinos de corte, muitas vezes caracterizado pelo grande número de fazendas de cria e recria envolvidos na cadeia produtiva, a certificação de bem-estar animal deverá abranger o processamento e a manipulação do que é produzido. Eles também deverão se submeter a um Sistema de Controle Interno.

    Restaurantes

    Os restaurantes, que servem alimentos de origem animal diretamente para o consumidor, são outra categoria que pode obter a certificação de bem-estar animal para certos pratos. Para isso, a exigência é que os respectivos pratos sejam produzidos exclusivamente com ingredientes de produtores certificados.

    Clique no link abaixo e receba gratuitamente o livro digital (ebook ) “Como obter o selo de bem-estar animal e impulsionar o seu negócio”, apresentando o que produtores e empresas devem fazer para obter o selo Certified Humane®, que atesta as boas práticas na produção de carne, leite, ovos e outras matérias-primas de origem animal. 

    https://materiais.certifiedhumanebrasil.org/ebook-como-obter-o-selo-de-bem-estar-animal

    Na ponta do lápis, o investimento por animal acaba pesando pouco nos custos totais da produção. Mas a certificação de bem-estar animal pode dar um enorme impulso para os negócios da propriedade, abrindo mercados e atraindo consumidores.

    Fonte: Certified Humane



  • Pecuária competitiva é quebra de paradigma

  • Nada de fórmulas milagrosas. Tudo é trabalho, transpiração, interpretação de números e fatos, além de contínuo aprimoramento pessoal como empreendedor.

    + leia mais
  • Sucesso pressupõe trabalho além das porteiras

  • Projeto se constrói com muita gestão e espírito corporativo. Aos poucos ganha a condição de referência e vai rapidamente se expandindo levando toda uma cadeia produtiva.

    + leia mais
  • Temple Grandin: Práticas de bem-estar animal traz vantagens para o gado e para o pecuarista

  • Pesquisadora norte-americana Temple Grandin está no Brasil e fala sobre a preocupação com o bem estar animal e sua importância para obter-se mais produtividade na fazenda. Ela é uma das maiores autori

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites