• Sanidade
  • Vacinação contra Brucelose é prorrogada em SP

    05/06/2018
    A data limite para informar a vacinação também foi prorrogada, sendo agora o dia 22 de junho de 2018.

    Devido à paralisação dos caminhoneiros, haverá prorrogação da vacinação contra Brucelose no Estado de São Paulo, acompanhada pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), da Secretaria de Agricultura. A Resolução SAA N°25, de 30 de maio de 2018, será publicada no Diário Oficial na próxima sexta-feira e estende o prazo até o dia 15 de junho de 2018.

    A data limite para informar a vacinação também foi prorrogada, sendo agora o dia 22 de junho de 2018. De acordo com a Resolução, a prorrogação considera “a recente paralisação nacional dos caminhoneiros e transportadores de cargas, que dificulta para o produtor rural a aquisição de vacinas contra Brucelose, bem como a vacinação do rebanho e o respectivo registro da vacinação”.

    A declaração da vacina pode ser feita por meio do sistema Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave). O criador deve ter o cadastro ativo no sistema (https://gedave.defesaagropecuaria.sp.gov.br/), para fazer a entrega da declaração.

    Não vacinar ou não comunicar a vacinação à Defesa Agropecuária até a data estabelecida é passível de sanções: 5 Ufesps (R$ 117,75) por cabeça por deixar de vacinar, e 3 Ufesps (R$ 70,65) por cabeça por deixar de comunicar a vacinação. O valor de cada Unidade Fiscal do Estado de São Paulo (Ufesp) é R$ 23,55.

    Na página da Defesa estão disponíveis os contatos dos profissionais cadastrados para realizar a vacinação. O endereço é (http://www.defesa.agricultura.sp.gov.br/www/credenciados/)

    Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo 



  • A vez delas também na pecuária

  • Estamos falando das fêmeas bovinas como fiel da balança na hora de melhorar a rentabilidade do negócio. Na cobertura a campo, predominante na pecuária nacional, produzem em média 28 filhotes por ano,

    + leia mais
  • Uma nova revolução

  • Eficiência alimentar passa a ser grande preocupação dos principais selecionadores de bovinos do País. A característica promete conferir maior competitividade à produção de carne vermelha.

    + leia mais
  • Pecuária competitiva é quebra de paradigma

  • Nada de fórmulas milagrosas. Tudo é trabalho, transpiração, interpretação de números e fatos, além de contínuo aprimoramento pessoal como empreendedor.

    + leia mais
  • Temple Grandin: Práticas de bem-estar animal traz vantagens para o gado e para o pecuarista

  • Pesquisadora norte-americana Temple Grandin está no Brasil e fala sobre a preocupação com o bem estar animal e sua importância para obter-se mais produtividade na fazenda. Ela é uma das maiores autori

    + leia mais


  • Escreva um comentário



  • *

    *
    *





  • Comentários (0)



  • Criação de sites