Plantio direto a lanço acelera a recuperação de pastagens degradadas

Pesquisas realizadas pela Embrapa com produtores do Acre apontam que o plantio direto com semeadura a lanço possibilita recuperar a capacidade produtiva de pastagens degradadas com maior agilidade, menor investimento financeiro e sustentabilidade. Além de reduzir pela metade o tempo para formação e estabelecimento da pastagem, essa modalidade de plantio proporciona economia de até 15% no custo do processo de reforma e diminui os impactos ambientais da atividade pecuária.

A tecnologia que agricultores estão usando para tentar salvar as abelhas

No calor escaldante da manhã, Thai Sade escova os abacateiros que em breve vai polinizar artificialmente. Baseado em um moshav, ou fazenda coletiva, no centro de Israel, Sade é o fundador da empresa de tecnologia BloomX.

Ele diz que a empresa encontrou uma maneira de polinizar mecanicamente as plantações de maneira semelhante às abelhas.

As cabras que ajudam a combater incêndios em Los Angeles

É um cenário típico de Los Angeles: o Oceano Pacífico brilhando sob um céu azul cristalino, com quilômetros de praias de areia dourada que se estendem até onde a vista alcança. Há também um rebanho de cabras no topo de um penhasco, apreciando a vista multimilionária.

No entanto, essas não são cabras quaisquer – são a nova arma secreta da Califórnia na luta contra incêndios florestais e estão sendo colocadas para pastar em todo o Estado.

Sombra em confinamento melhora eficiência hídrica e nutricional

Estudo indicou que fornecer sombra artificial, além de melhorar o bem-estar animal, impacta diretamente o desempenho ambiental.Em média, as pegadas hídrica e terrestre foram 3% e 7% menores, respectivamente, nas áreas com sombra em comparação com as instalações a pleno sol.Resultados foram publicados em revista internacional.Adoção do sombreamento pode economizar até 3 mil litros de água por quilo de ganho de peso animal.Os animais com acesso à sombra e seguindo o melhor cenário levaram a uma redução de 7% na pegada de uso da terra em comparação aos sem sombra.

Carta aberta ao governador e aos deputados do Rio Grande do Sul

Diante das tragédias ocorridas no Estado, continuarão insistindo em retrocessos ambientais?

No dia 22 de agosto, em artigo publicado no Jornal do Comércio, sob o título de “O gargalo do licenciamento ambiental”, um deputado do partido Republicanos, que atualmente preside a Comissão de Economia da Assembleia Legislativa, acusa o licenciamento ambiental de causar prejuízos à economia do Estado e insinua que quem defende o meio ambiente seria pertencente a um segmento que quer manter a sociedade na idade da pedra.

Lula defende inclusão de educação climática em currículo escolar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu, nesta terça-feira (26/9), a inclusão no currículo escolar de matérias que versam sobre clima e preservação. A declaração ocorreu durante o programa “Conversa com o presidente”. Em referência à tragédia no Rio Grande do Sul e a seca na Amazônia, o petista alegou que “o planeta está nos dando um alerta”. Participaram do programa o ministro da Educação, Camilo Santana, e a ministra da Saúde, Nísia Trindade.

O Despertar Aterrador: O El Niño e a Crise Climática em Confluência

O mundo está à beira de um cataclismo ambiental, e os sinais são inequívocos. O El Niño, esse fenômeno climático impetuoso, já chegou, e quando unido à crescente crise climática, as perspectivas para nosso planeta são alarmantes. A física climática Anna Cabré, uma renomada consultora de pesquisa da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, alerta-nos para o iminente impacto desse casamento volátil entre o El Niño e a crise climática. O que podemos esperar? Devastação na saúde, na natureza, na infraestrutura, na segurança alimentar e até mesmo nos conflitos que assolam nosso mundo. É hora de abordarmos essa questão de frente, com toda a ênfase que ela merece.

A importância vital da disponibilidade de água para rebanhos em épocas de calor escaldante

O Brasil, um país de dimensões continentais, abriga uma das maiores populações de gado bovino do mundo. A pecuária é uma parte essencial da economia do país, contribuindo significativamente para a produção de carne e produtos lácteos. No entanto, o sucesso da indústria pecuária depende de vários fatores, sendo a disponibilidade de água para os rebanhos um dos mais críticos. Em épocas de calor escaldante, como as ondas de calor que têm sido frequentes, garantir que os animais tenham acesso a água próxima às áreas de pastejo é crucial para a saúde e o bem-estar dos animais, bem como para a produtividade da indústria pecuária.

Sombreamento nos Pastos: O Pilar da Pecuária Sustentável em Tempos de Ondas de Calor

À medida que o Brasil se prepara para enfrentar ondas de calor intensas, com previsões alarmantes de temperaturas chegando a 45 graus Celsius nas regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste, é fundamental destacar a importância do sombreamento nos pastos para a pecuária. O sombreamento, que pode ser alcançado por meio de árvores ou estruturas artificiais, é uma prática essencial para garantir o bem-estar dos animais e a produtividade da pecuária, além de desempenhar um papel significativo na mitigação das mudanças climáticas e na promoção da pecuária sustentável