Hacklinkeskişehir televizyon tamirDiş eti ağrısıwordpress en iyi seo eklentilerihttps://www.orneknakliyat.compendik evden eve nakliyatbeykoz evden eve nakliyatdarıca evden eve nakliyateskişehir protez saçankara parca esya tasımatuzla evden eve nakliyatAnkara implant fiyatlarıodunpazarı emlakmersin evden eve nakliyatığdır evden eve nakliyatvalizweb sitesi yapımıçekici ankaraEtimesgut evden eve nakliyateskişehir web sitesiMedyumMedyumlarEtimesgut evden eve nakliyatankara evden eve nakliyatmamak evden eve nakliyatankara evden eve nakliyatankara evden eve nakliyatçankaya evden eve nakliyatEtimesgut evden eve nakliyatniğde evden eve nakliyateskişehir emlakgoogle ads çalışmasıtuzla evden eve nakliyateskişehir uydu tamirtomi club maldivespoodleeryaman evden eve nakliyatpoodlepomeranianköpek ilanlarıMedyummersin evden eve nakliyatseo çalışmasıistanbul hayır lokmasıgoogle adsbeykoz evden eve nakliyatoto çekicipoodlevozol puffkaliteli replika saatlerbatman evden eve nakliyatMapscasibom girişcasibombitcoin haberiptv satın al

julho 15, 2024

Futuro ministro diz que terá missão de ‘reconstruir’ Embrapa

Carlos Fávaro quer retorno de Silvio Crestana para presidência da estatal de pesquisa agropecuária

Carlos Fávaro, que comandará a Agricultura: “A Embrapa acabou, destruíram a empresa. Missão é reconstruí-la” — Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O futuro ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, quer “reconstruir” a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), com uma mudança radical de direção nos rumos da gestão da estatal e o orçamento turbinado para voltar a investir dinheiro público no trabalho dos pesquisadores.

“A Embrapa acabou, destruíram a empresa. Assumo o ministério com a missão de reconstruí-la”, afirmou Fávaro em entrevista exclusiva ao Valor após o anúncio do seu nome pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para comandar a Pasta a partir da próxima semana.

A mudança deve começar no comando da estatal. Fávaro e Lula querem que Silvio

Parceira
Fávaro afirmou que a aproximação da Embrapa com o setor privado – estimulada no atual governo – é válida, mas que a estratégia adotada foi errada. “A iniciativa privada é movida à perspectiva de resultado e lucro, e muitas vezes o poder público tem o desafio de enfrentar aquilo que aparentemente não dá lucro, mas que é importante e resolve problemas”, explicou.

Um exemplo é o ramo de insumos biológicos. “A indústria de químicos não tem interesse de financiar a pesquisa se ela não vai ganhar dinheiro, mas a Embrapa precisa fazer para o bem dos brasileiros e da produção sustentável”, indicou.

O futuro ministro disse que o Ministério da Agricultura é uma “exceção na Esplanada em termos de gestão”, mas que a Pasta enfrentou um desmonte orçamentário e sofreu as consequências de ações transversais das áreas econômica e ambiental do governo nos últimos anos. “O Ministério da Agricultura foi desprestigiado. A ex-ministra Tereza Cristina precisou ‘se virar nos 30’ para manter os mercados internacionais abertos com a passada da boiada acontecendo com desmatamento e queimadas”, opinou.

Ele negou que a Pasta perderá importância com a estrutura mais enxuta após as saídas de algumas áreas do seu organograma. A agricultura familiar e a aquicultura e pesca virarão novos ministérios; o Serviço Florestal Brasileiro (SFB) passará ao Meio Ambiente e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) irá para o Ministério do Desenvolvimento Agrário. “Vamos trabalhar transversalmente”, completou.

Conab
A ideia é dar uma nova roupagem à Conab, que poderá dar origem a uma agência de informações agropecuárias para atuar de forma independente no novo governo. “A Conab pode ser maior e não precisa estar conectada ao Ministério da Agricultura ou ao MDA”, disse. A ideia é que a autarquia seja provedora de dados para a iniciativa privada e para a formulação de políticas públicas.

Uma dos desejos é equiparar a nova unidade ao Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), com relatórios de estoques, vendas antecipadas e exportações para orientar o planejamento no campo. “Não é intervenção, é ter informação. Queremos relatório da nossa Conab para informar o Brasil, o mundo, o mercado e dar segurança e estabilidade”, disse.

O futuro ministro não quis antecipar nomes que vão compor o ministério, mas afirmou que deverá aproveitar algumas peças que estão na atual gestão. “Não temos data para definir, vamos devagar. Não podemos ter interrupção de políticas públicas”, comentou.

Fonte: Valor Agronegócio

Curadoria: Boi a Pasto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Hacklinkhacklinkbig bass bonanzaSweet bonanza demoCasinoslotgates of olympus oynaSweet bonanza demosugar rush oynaCasinoslotBahisnowbayan escortTürkiye Escort Bayanbuca escortKlasoyun TwitterKlasoyun Giriş TwitterUltrabet TwitterBetsoo Giriş Twitterfethiye escortbornova escortmarsbahisDeneme Bonusu Veren SitelerBeylikdüzü escortmasözmasözantalya escortbetturkeyfixbetdeneme bonusu veren sitelerdeneme bonusu veren sitelercasibombets10jojobet girişpusulabetbaywinGrandpashabetcasibom girişholiganbet girişbettiltcasibom girişslot sitelerisekabetbetmatikbetkanyonsekabetholiganbetbetmatikslot sitelericanlı casino sitelericasino sitelerislot siteleribahis siteleribaywinbio linkr10 bio linkr10.biocasibomcasibomcasibombankobetbahiscomjojobetcasibom girişgüvenilir bahis sitelerigüvenilir bahis sitelericasibom girişcasibom girişbetsatGrandpashacasibomjojobetGrandpashaholiganbetpinbahiscasibomGrandpashaholiganbetjojobetpinbahiscasibomjojobetholiganbetbetsatpinbahisjojobetcasibom giriş twitterümraniye escortmarsbahisbetturkey girişmarsbahismarsbahismarsbahisceltabetjojobet girişjojobetcasibomjojobetbetcio