eskişehir televizyon tamirDiş eti ağrısıAntika mobilya alanlarwordpress en iyi seo eklentilerihttps://www.orneknakliyat.comantika alanlarEtimesgut evden eve nakliyathayır lokmasıpendik evden eve nakliyatbeykoz evden eve nakliyatdarıca evden eve nakliyateskişehir protez saçavcılar lokmacıankara ofis taşımacılıgıankara parca esya tasımatuzla evden eve nakliyatAnkara implant fiyatlarıodunpazarı emlakmersin evden eve nakliyatığdır evden eve nakliyatvalizweb sitesi yapımıçekici ankaraAntika alan yerlerEtimesgut evden eve nakliyateskişehir web sitesiMedyumMedyumlarEtimesgut evden eve nakliyatankara evden eve nakliyatantika alanlarmamak evden eve nakliyatankara evden eve nakliyatankara evden eve nakliyatçankaya evden eve nakliyatistanbul saç ekimiEtimesgut evden eve nakliyatniğde evden eve nakliyateskişehir emlakgoogle ads çalışmasıtuzla evden eve nakliyateskişehir uydu tamirtomi club maldivespoodleeryaman evden eve nakliyatpoodlepomeraniandextools trendingdextools trending botfront run botdextools trending costdextools trending servicepancakeswap botcreate openbook market idNewsHair Transplantdextools botdextools trending algorithmcoinmarketcap trending botpinksale trending botGaziantep uygun evden eve taşımaköpek ilanlarıMedyumeskişehir evden eve nakliyatantika alanlarmersin evden eve nakliyatmarsbahiscasibomseo çalışmasıistanbul hayır lokmasıgoogle adsbeykoz evden eve nakliyat

abril 21, 2024

A expansão do Brangus no Brasil

Raça sintética já é a terceira mais que mais vende sêmen no País, atrás apenas das raças mãe, Nelore e Angus


Por Gustavo Paes, especialmente para o portal Boi a Pasto

A Brangus é uma das raças bovinas de corte que mais cresce no País. Durante os leilões se observou um maior interesse Das principais centrais de inseminação por reprodutores Brangus, com grande destaque pela alta demanda de sêmen de touros da raça para cobrir fêmeas F1, uma excelente alternativa de cruzamento focado na produção de carne de qualidade.
Esse aumento da procura por sêmen Brangus comprova a expansão da raça em todo território brasileiro, posicionando o Brangus como uma importante ferramenta de produção da pecuária competitiva. “Nos últimos quatro anos o Brangus cresceu em torno de 20% e já é a terceira raça em venda de sêmen, atrás apenas das raças mãe, Angus e Nelore”, salienta o presidente da Associação Brasileira de Brangus (ABB), Ladislau Lancsarics Jr, titular da Agrícola Anamélia – Brangus HP, de Martinópolis (SP).
O número de registros na ABB foi recorde em 2020. Até dezembro foram realizados 22.409 serviços de registros genealógicos na entidade, o que representa uma alta de 22%. Em 2019, foram feitos 18.301 serviços de registros. E a tendência é de crescimento também neste ano. “De janeiro a junho deste ano foram realizados 9.297 serviços de registros”, destaca o vice-presidente da ABB, João Paulo Schneider da Silva, da GAP Genética, de Uruguaiana (RS).


Outro número que apresentou alta no ano passado foi o da quantidade de sócios, com um incremento de 13%. Segundo a ABB, a raça abrangeu novos associados em 12 Estados brasileiros – Alagoas, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

A história

A raça Brangus é o resultado de um experimento entre o cruzamento da raça taurina britânica Aberdeen Angus e a raça zebuína Brahman. As primeiras experiências que resultaram no Brangus foram realizadas por técnicos norte-americanos do Departamento de Agricultura de Jeanerette em 1912, no estado de Louisiana. Na mesma época, pecuaristas de Oklahoma, no Texas, e do Canadá também passaram a fazer acasalamentos semelhantes. O objetivo dos cruzamentos era a criação de um animal que aprese ntasse altos índices de produtividade mesmo criado em condições de clima e meio-ambiente adversas, típicas das regiões tropicais e subtropicais.
No Brasil, os cruzamentos começaram a ser feitos na década de 1940 por técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em Bagé (RS). Inicialmente, o resultado do cruzamento foi batizado de raça Ibagé pelos técnicos da época. Alguns anos depois, em função do cruzamento ser o mesmo alcançado nos Estados Unidos, o nome da raça passou a ser Brangus Ibagé, até que se tornou apenas Brangus, anos mais tarde.


O Brangus é uma das raças sintéticas que mais possui diversidade de selecionadores dentro de outros países além do Brasil, como a Argentina, o Paraguai, os Estados Unidos, o México, o Uruguai, a Bolívia, o Panamá, a África do Sul, o Canadá, a Colômbia e a Austrália.
No Brasil, o maior número de criadores está concentrado na Região do Sul, pincipalmente no Rio Grande do Sul, mas a raça também vem ocupando espaços com uma expansão vertiginosa para as Regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil, entre outras. “O Brangus está presente em todos os biomas brasileiros. A gente encontra a raça desde o Rio Grande do Sul até Roraima, Pará”, observa Lancsarics. “Ele vai bem no bioma amazônico, no Cerrado, na Mata Atlântica e no Pampa”, acrescenta.

A raça Brangus reúne inúmeras vantagens como a rusticidade, a docilidade, a tolerância ao calor, a habilidade materna, a marmorização da carne (concentração de gordura), a padronização e rendimento de carcaça, a precocidade sexual (machos e fêmeas) e a fertilidade, além da grande resistência à infestação de ectoparasitas. Entre os benefícios do Brangus estão a facilidade de parto, os pelos curtos, os elevados pesos na desmama e no sobreano, o entoure mais cedo e bom desempenho de ganho de peso, tanto a pasto quanto no confinamento.
Além disso, os animais se adaptam bem aos diferentes micros ou macros climas existentes no Brasil. Eles suportam tanto as temperaturas que passam dos 35°C no sol durante o verão no Brasil Central e no norte do País, como as temperaturas congelantes no inverno da Região Sul. “O Brangus traz a rusticidade do zebu junto com a qualidade da carne, fertilidade, habilidade materna e precocidade do Angus”, assinala o presidente da ABB. “É a raça que o mercado está buscando”, completa o dirigente.


A ABB – A Associação Brasileira de Ibagé, nome que foi dado originalmente à raça, foi fundada em janeiro de 1979 por um grupo de criadores reunidos na sede da UEPAE de Cinco Cruzes de Bagé. Com o desenvolvimento do criatório e a introdução de animais de cruzamento de sangue Brahman, em 1989, passou a se denominar Associação de Brangus Ibagé. Em 1998, acompanhando as políticas de globalização e em função do Mercado Comum do Sul (Mercosul), com a homologação do Mapa, mudou o nome para Associação Brasileira de Brangus, usado até os dias de hoje. A entidade está sediada em Campo Grande (MS).

* Gustavo Paes é jornalista do Grupo Futura-RS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para ficar atualizado.

POST RECENTES

A tecnologia contra o desperdício de alimento

Em 27 de março, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) divulgou um dado alarmante:  mais de 1 bilhão de refeições foram desperdiçadas por dia, em 2022, em todo o mundo. Isso ocorre enquanto 783 milhões de pessoas passam fome e um terço da população mundial enfrenta algum tipo de insegurança alimentar, de acordo com o Relatório do Índice de Desperdício de Alimentos 2024. O impacto ambiental também impressiona, pois o desperdício de alimentos é responsável por emissões de gases de efeito estufa cinco vezes maiores do que as do setor de aviação.

Leia Mais »

USP e Embrapa oficializam parceria para pesquisas em rastreabilidade

Pesquisas voltadas à sustentabilidade da agricultura estão no foco de um novo acordo assinado no último dia 11 entre a Embrapa e a Universidade de São Paulo (USP). O protocolo de intenções acordado abrange o uso compartilhado do Centro de Agricultura Tropical Sustentável (STAC) da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da USP.

Assinado durante o Fórum de Agricultura Tropical Sustentável, realizado na capital paulista, na USP, o documento tem como objeto trabalhos de desenvolvimento de métricas e selos de sustentabilidade ligados às práticas ESG, sigla em inglês para definir a abordagem de governança ambiental, social e corporativa.

Leia Mais »
hacklinkbig bass bonanzaSweet bonanza demoCasinoslotgates of olympus oynaSweet bonanza demosugar rush oynaCasinoslotBahisnowbayan escortTürkiye Escort Bayanbuca escortKlasoyun TwitterKlasoyun Giriş TwitterUltrabet TwitterBetsoo Giriş Twitterfethiye escortbornova escortmarsbahisDeneme Bonusu Veren Sitelercasibom girişŞişli escortizmir escortDenizli escortMalatya Escortşanlıurfa escortHacklinkBeşiktaş escortAtaşehir escortBeylikdüzü escortkadıköy escortcialisViagraBahis siteleriBeylikdüzü escortmasözmasözantalya escortcasibombetturkeyfixbetdeneme bonusu veren sitelerdeneme bonusu veren sitelercasibombets10jojobet girişpusulabetbaywinGrandpashabetcasibom girişholiganbet girişbettiltcasibom girişslot sitelerisekabetbetmatikbetkanyonsekabetholiganbetbetmatikcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomhitbetsahabetsahabetbettiltvdcasinoilbetcratosroyalbettümbetbaywindinamobetelexbetsekabetbetkanyonbetmatikbetinetumbet girişslot sitelericanlı casino sitelericasino sitelerislot siteleribahis siteleribaywinİnterbahisbelugabahismadridbetcasibomgrandpashabetcasibombetsatbets10holiganbetbaywinMaltcasinohacklinkmatadorbetikimislivbetdeneme bonusu veren siteler1xbetbycasinomarsbahisikimisli girişen güvenilir slot sitelerideneme bonusu veren siteler