julho 23, 2024

Alta do PIB via agro pode ajudar inflação e facilitar trabalho do BC, avalia equipe econômica

Por Bernardo Caram

BRASÍLIA (Reuters) – Uma alta da atividade econômica puxada pelo agronegócio pode facilitar o trabalho do Banco Central no combate à inflação, avaliaram duas fontes da equipe econômica do governo, com o argumento de que o bom resultado da produção no campo reduz as pressões sobre preços de alimentos.

Com o raciocínio, a equipe econômica amplia o coro no governo em defesa do início dos cortes de juros pelo Banco Central, enquanto a autoridade monetária pede paciência no manejo da taxa básica, em 13,75% ao ano desde agosto de 2022.

“O crescimento veio do agro. Na verdade, é até desinflacionário”, disse uma das autoridades, sob condição de anonimato. “Já dá para ver no IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo) de produtos agropecuários, que tem uma influência em alimentação no IPCA, embora o repasse não seja direto e proporcional.”

Na mesma linha, a segunda fonte afirmou que o crescimento do agronegócio é bom para a inflação ao potencialmente gerar uma redução dos preços de alimentos.

Vídeo relacionado: Economista analisa aumento da prévia do PIB anunciada pelo Banco Central (Dailymotion)

https://geo.dailymotion.com/player/xephr.html?video=x8l2zjq&mute=true&loop=false

A análise é um desdobramento do resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre deste ano, que registrou alta de 1,9% na comparação com os três meses anteriores, acima das expectativas de mercado. O dado foi puxado para cima por uma disparada de 21,6% na agropecuária, sob o impacto de uma safra recorde de soja, no melhor resultado para o setor desde o quarto trimestre de 1996.

Fonte: Reuters

Curadoria: Marisa Rodrigues para o portal Boi a Pasto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp