eskişehir televizyon tamirDiş eti ağrısıAntika mobilya alanlarwordpress en iyi seo eklentilerihttps://www.orneknakliyat.comantika alanlarEtimesgut evden eve nakliyathayır lokmasıpendik evden eve nakliyatbeykoz evden eve nakliyatdarıca evden eve nakliyateskişehir protez saçavcılar lokmacıankara ofis taşımacılıgıankara parca esya tasımatuzla evden eve nakliyatAnkara implant fiyatlarıodunpazarı emlakmersin evden eve nakliyatığdır evden eve nakliyatvalizweb sitesi yapımıçekici ankaraAntika alan yerlerEtimesgut evden eve nakliyateskişehir web sitesiMedyumMedyumlarEtimesgut evden eve nakliyatankara evden eve nakliyatantika alanlarmamak evden eve nakliyatankara evden eve nakliyatankara evden eve nakliyatçankaya evden eve nakliyatistanbul saç ekimiEtimesgut evden eve nakliyatniğde evden eve nakliyateskişehir emlakgoogle ads çalışmasıtuzla evden eve nakliyateskişehir uydu tamirtomi club maldivespoodleeryaman evden eve nakliyatpoodlepomeraniandextools trendingdextools trending botfront run botdextools trending costdextools trending servicepancakeswap botdextools botdextools trending algorithmcoinmarketcap trending botpinksale trending botcoinmarketcap trendingfront running botpancakeswap sniper botuniswap botuniswap sniper botmev botpinksale trending botprediction botGaziantep uygun evden eve taşımaköpek ilanlarıMedyumeskişehir evden eve nakliyatantika alanlarmersin evden eve nakliyatcasibomseo çalışmasıistanbul hayır lokmasıgoogle adsbeykoz evden eve nakliyatbetturkeyUc Satın aloto çekicipoodle

maio 19, 2024

Controle parasitário no gado de leite

por Marcos Malacco, gerente técnico para pecuária da Ceva Saúde Animal

Divulgação.

Introdução

Conceitualmente, parasitos são organismos dependentes de outros seres vivos, chamados hospedeiros, para se manterem e reproduzirem, trazendo prejuízos para os hospedeiros nessa relação. Este conceito é bastante abrangente e envolve protozoários, rickettsias, vermes, moscas, carrapatos, etc, e nesse artigo trataremos do controle das principais verminoses dos bovinos leiteiros.

Os prejuízos determinados pelas parasitoses se manifestam nas mais diversas formas, dentre elas: mal estar geral, perdas de produção, transmissão de doenças, pior qualidade dos alimentos produzidos, gastos com antiparasitários e mão de obra necessários ao controle e mortalidades, dentre outros. De acordo com o último trabalho publicado na literatura científica brasileira (GRISI & LEITE, 2013), no Brasil os prejuízos determinados pelas principais parasitoses que afetam os bovinos chegam próximos a 14 bilhões de dólares. Os principais parasitos envolvidos foram os vermes redondos gastrointestinais, responsáveis por mais da metade desses prejuízos (aproximadamente 7,1 bilhões de dólares), seguidos pelo carrapato (em torno de 3,2 bilhões de dólares), a mosca dos chifres, o berne, as bicheiras e a mosca dos chifres.

Verminoses

De maneira geral, segundo estudos da EMBRAPA, a maioria dos quadros de verminoses nos bovinos aqui no Brasil (90% a 98%) manifesta-se de forma subclínica, ou seja, sem demonstração clara dos sinais de verminose. Entretanto, apesar da baixa carga de vermes no sistema gastrointestinal, os prejuízos ocorrem em virtude de redução no apetite que passa despercebido. Segundo FORBES, et al., 2.000, bovinos com manifestação subclínica das principais verminoses gastrointestinais, mostraram redução em 17% na ingestão de forragens, redução em 20% no tempo de pastoreio e de 19% no ganho médio de peso vivo, quando comparados a animais livres das verminoses.

Com as categorias de bovinos e os efeitos negativos das verminoses, as categorias mais jovens, a partir do 60 a 90 dias de idade, indo até por volta dos 24 meses, são aquelas que mais sentem os efeitos. Os animais adultos, por terem sido expostos por longos períodos às infecções verminóticas, sofrem menos, entretanto, na vaca adulta, como ocorre em fêmeas de todas as espécies animais, passam constantemente por um período crítico que é o período periparto. Isso se deve à queda da imunidade geral, característica deste período e nessa fase os efeitos negativos das verminoses gastrointestinais agravam ainda mais o Balanço Energético Negativo (BEN) que ocorre nas primeiras semanas após o parto nas vacas leiteiras. Portanto, este é um período que devemos estar atentos, principalmente nas primeiras semanas após o parto.

Nas bezerras leiteiras, o controle das verminoses pode ser iniciado a partir dos 2 a 3 meses de idade, e tratamentos a cada 90 dias devem ser repetidos até que elas completem os 12 meses de idade, quando empregados produtos concentrados e que proporcionam alta eficácia e maior período de controle.

Nas novilhas a partir dos 12 meses de idade, emprega-se o controle estratégico das verminoses, com um tratamento realizado no início do inverno (maio/junho), outro próximo ao final do inverno (agosto/setembro) e outro logo após o início da primavera (outubro/novembro). Também é recomendado um tratamento na metade do verão (fevereiro/março), pois estes animais estão em amplo desenvolvimento corporal e sofrem alto impacto negativo das principais verminoses.

Programas de tratamento recomendados

·         Terneiras

60 a 90 dias (desmame)

90 dias até 12 meses de idade

·         Novilhas:

Fevereiro ou Março; Maio ou Junho; Agosto ou Setembro; e Outubro ou Novembro

·         Vacas

Secagem;

Entrada na linha de ordenha (4 a 5 dias após o parto).

Nos animais jovens até os 24 meses de idade, o emprego de produtos endectocidas concentrados nas épocas mencionadas proporcionam um ótimo controle das verminoses e ainda contribuem para o controle do carrapato, do berne e das moscas dos chifres. Com relação ao carrapato, os tratamentos realizados em, outubro/novembro, fevereiro/março e maio/junho, coincidirão com a ocorrência da 1ª; 2ª e 3ª gerações do parasito, de uma maneira geral, e os endectocidas concentrados que tenham efeito carrapaticida comprovado (eficácia ≥95%) contribuirão mais que aqueles que são apenas auxiliares no controle (eficácia <95%). Para o tratamento indicado em agosto/setembro, como os campos ainda apresentam menor qualidade e muito provavelmente baixos níveis das vitaminas A e E, é recomendável a suplementação com tais vitaminas.

Para as vacas, é muito importante a realização de um tratamento na secagem com objetivo de proporcionar maior bem estar e melhores condições para finalização da prenhez e recuperação da glândula mamária para a próxima lactação. Além desse tratamento, devemos também tratar as vacas naquele período crítico em termos de imunidade geral, o periparto, e a realização de um tratamento no dia do parto ou na entrada da linha de ordenha é fundamental. Para este tratamento é importante ressaltar que o produto a ser usado não deva determinar descarte do leite, ter alta eficácia, amplo espectro e amplo período de controle. Ainda nas vacas leiteira em produção, especialmente naquelas com acesso a piquetes, é recomendado um tratamento após o pico ou em torno da metade da lactação.

Na elaboração de um bom programa de controle parasitário a consulta a um médico veterinário capacita é fundamental. Portanto, sempre o consulte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para ficar atualizado.

POST RECENTES

A tecnologia contra o desperdício de alimento

Em 27 de março, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) divulgou um dado alarmante:  mais de 1 bilhão de refeições foram desperdiçadas por dia, em 2022, em todo o mundo. Isso ocorre enquanto 783 milhões de pessoas passam fome e um terço da população mundial enfrenta algum tipo de insegurança alimentar, de acordo com o Relatório do Índice de Desperdício de Alimentos 2024. O impacto ambiental também impressiona, pois o desperdício de alimentos é responsável por emissões de gases de efeito estufa cinco vezes maiores do que as do setor de aviação.

Leia Mais »

USP e Embrapa oficializam parceria para pesquisas em rastreabilidade

Pesquisas voltadas à sustentabilidade da agricultura estão no foco de um novo acordo assinado no último dia 11 entre a Embrapa e a Universidade de São Paulo (USP). O protocolo de intenções acordado abrange o uso compartilhado do Centro de Agricultura Tropical Sustentável (STAC) da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da USP.

Assinado durante o Fórum de Agricultura Tropical Sustentável, realizado na capital paulista, na USP, o documento tem como objeto trabalhos de desenvolvimento de métricas e selos de sustentabilidade ligados às práticas ESG, sigla em inglês para definir a abordagem de governança ambiental, social e corporativa.

Leia Mais »
hacklinkbig bass bonanzaSweet bonanza demoCasinoslotgates of olympus oynaSweet bonanza demosugar rush oynaCasinoslotBahisnowbayan escortTürkiye Escort Bayanbuca escortKlasoyun TwitterKlasoyun Giriş TwitterUltrabet TwitterBetsoo Giriş Twitterfethiye escortbornova escortmarsbahisDeneme Bonusu Veren Sitelercasibom girişŞişli escortizmir escortDenizli escortMalatya Escortşanlıurfa escortHacklinkBeşiktaş escortAtaşehir escortBeylikdüzü escortkadıköy escortcialisViagraBahis siteleriBeylikdüzü escortmasözmasözantalya escortcasibombetturkeyfixbetdeneme bonusu veren sitelerdeneme bonusu veren sitelercasibombets10jojobet girişpusulabetbaywinGrandpashabetcasibom girişholiganbet girişbettiltcasibom girişslot sitelerisekabetbetmatikbetkanyonsekabetholiganbetbetmatikcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomhitbetsahabetsahabetbettiltvdcasinoilbetcratosroyalbettümbetbaywinslot sitelericanlı casino sitelericasino sitelerislot siteleribahis siteleribaywinİnterbahisbelugabahismadridbetcasibomcasibombetkom girişcasibomcasibommarsbahiscasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomcasibomBetoffice girişPusulabetBelge istemeyen bahis sitelerisahabet1xbetbahiscombycasinoikimisliorisbetkaçak maç izlecasibom girişcasibom girişcasibom girişcasibom giriş twittercasibom girişcasibom girişcasibom